domingo

Leituras e leituras

Não é esnobismo ou conservadorismo afirmar que é diferente ler pela internet e ler um texto impresso. A rede é a invenção maior do século passado, e cada vez mais põe a nosso alcance conhecimentos variados e importantes para quem vive hoje neste planeta, digamos, meio combalido e ameaçado. A rede é um must, e com certeza qualquer pessoa que possa ter acesso a ela tem uma vantagem de saída.

Mas a leitura impressa não foi suplantada por ela. Por quê? Acredito que o próprio processo de percepção se dá de modos diversos nos dois casos: muito rápido e cercado de outros estímulos pelo monitor, que supõe tempos abreviados para cada atividade e até torna difícil a leitura de um texto mais longo. Um texto impresso supõe algum silêncio e um ambiente propício a uma atenção mais intensa, o que ajuda a compreender e assimilar melhor o que se lê, além de desenvolver o senso crítico do leitor, coisa que anda escassa em nosso mundo.






Ler é imprescindível para quem deseja ser capaz de pensar e viver a própria vida. Além disso, é indispensável para que se aproveite mais e melhor o saber e a informação que vêm através da internet. É uma espécie de conhecimento prévio, uma base de saber e uma iniciação para perceber melhor o mundo e o que acontece nele.










Vídeo da campanha de incentivo à leitura idealizada e produzida por Deborah Toniolo, Marina Xavier, Julia Brasileiro, Igor Melo, Jader Félix, João Paulo Moura, Luciano Midlej, Marcos Diniz, Paulo Diniz e outros.



Visite também o site www.lerdeviaserproibido.com.br
Espalhe essa idéia!

16 comentários:

Celso Ramos disse...

Concordo em grau, número e gênero..nada substitui o prazer do manuseio de um livro...o folhear... o silêncio necessário para que se possa ouvir ecoar em você os pensamentos que são provocados pela leitura....a leitura constante faz também com que você veja o mundo como um grande livro!!! Digo isso de cadeira, pois sou um leitor compulsivo!!!!

Aninha Pontes disse...

Dade, é isso mesmo.
Nada substitui o prazer da leitura no papel.
Realmente a internet nos ajuda, e muito, mas a leitura de um livro, ainda vai nos acompanhar por muito tempo.
Boa semana.
beijos

antonior disse...

A inteligência do vídeo e do post, globalmente, não necessita de palavras para ser comentada.
Excelente....

Nanda disse...

Dade, a internet nos permite conhecer novos autores, estilos - e isso é incrível. Mas nada melhor que segurar um bom livro e ir descobrindo histórias, lugares, conhecimentos e sentimentos, acada página!

Carol Timm disse...

Dade,

Eu ando lendo pouco os impressos, mas continuo apaixonada por eles. Do perfume do livro novo ao livro do sebo que têm histórias e donos que sempre tento imaginar.

Mas a leitura na internet me permite esse mínimo de contato com o texto novo todo dia.

Beijos e uma semana com boas leituras para nós!

Carol

dade amorim disse...

Você é dos meus, Celso!
Beijo.

dade amorim disse...

Eu acho que livro impresso não sai de moda, Aninha. Beijo beijo.

dade amorim disse...

Caro Antonior, você é muito generoso em seus comentários. Obrigada, viu?
Um beijo.

dade amorim disse...

É isso, amiga Nanda, é isso mesmo.
Beijo beijo.

dade amorim disse...

Carol, às vezes a internet salva a pátria, não é?
Beijo beijo.

Jens disse...

Oi Adelaide.
Ler - livros, preferencialmente - é fundamental para construir a nossa humanidade. Como versejou Castro Alves: “Semeai, semeai livros a mancheia. O livro caindo n’alma é germe que faz a palma, é chuva que faz o grão.”
Porém, cá entre nós, já houve momentos tormentosos em minha vida nos quais desejei nunca ter lido nada, nenhum livro - ser um completo alienado das coisas da vida e do mundo. Consciência, por vezes, dói.

Um beijo.

dade amorim disse...

Mas é só assim que o mundo pode render tudo de que é capaz e que nossa vida pode ficar completa, Jens. Eu sei que você sabe.
Beijo!

Jens disse...

Adelaide, só pra informar: a HI está cada vez melhor. Fascinante.

Bj.

bordadosdemim disse...

Tudo que eu poderia comentar a respeito do texto já foi dito pelos que me antecederam. Só me resta aplaudir efusivamente. Bravo!

Beijos

Ariadna Garibaldi

dade amorim disse...

Thanks, Jens. BJ

dade amorim disse...

Querida Ariadna, obrigada mesmo. Beijo.