quarta-feira

O tempo e Borges










"O tempo é a substância de que sou feito. O tempo é um rio que me arrasta, mas eu sou o rio; é um tigre que me destroça, mas eu sou o tigre; é um fogo que me consome, mas eu sou o fogo" 

- J457o0170rge Luís Borges, "Nova Refutação do Tempo", Obras Completas, II, p.144.



10 comentários:

Érico Cordeiro disse...

Borges é sempre uma excelente companhia. 112 anos mas parece que ele já estava presente quando se deu o big bang. Certamente também estará por aqui quando a última estrela do universo se apagar.
Um grande abraço querida Dade!

MIRZE disse...

Jorge Luis Borges transcende e nos tira do chão com a maior leveza.

Ainda bem que tenho quase tudo dele.

Linda homenagem, Dade querida!

Beijos

Mirze

Maria Teresa disse...

Querida Dade:
Há pessoas que nasceram para iluminar e as que existem simplesmente. Jorge Luis Borges é estrela perene.
Beijos

Jorge Pimenta disse...

"O tempo é a substância de que sou feito."
por isso todo o tempo me habita...
beijinho, dade querida!

dade amorim disse...

Érico, é uma grande alegria ver você por aqui. Quanto a Borges, você tem toda razão. Ele parecia um sensitivo. E o que ele deixou nunca sairá de moda.
Beijo.

dade amorim disse...

Imagino sua biblioteca como deve ser ótima de percorrer, Mirze. Acho que você merece parabéns por isso.
Beijo beijo.

dade amorim disse...

Certíssima, Maria Teresa. Borges é isso mesmo: perene.
Beijos.

dade amorim disse...

Ele deixou instruções para a vida, sem jamais ter feito um texto de autoajuda ou coisa parecida. Tudo dele é literariamente impecável e perfeito.
Beijao, Jorge.

Halem Souza disse...

Mas Borges (falo do cidadão-Jorge Luis-Borges) não era nenhuma flor...

Falei disso na última postagem de meu blog. Se puder, dê uma conferida.

Um abraço.

dade amorim disse...

Tou indo lá, Halem - aliás, é um prazer ler teu blog.
Beijo.