sábado

Poesia e poeta




Hoje, aniversário de Castro Alves, comemora-se o dia nacional da poesia.

Mas poesia tem dia?
Poesia
é o reino da anarquia.

Hoje, melhor só comemorar mesmo o aniversário do poeta e seus poemas condoreiros.

A poesia
deixa pra todo dia.





Os anjos


Saiu o café? A água secou, é preciso ferver outra, mas não tem muita importância. Afinal, nada tem importância. Por que incomodar as pessoas com essa angústia fora de hora? Todos se divertem, contentes, todos querem ser felizes. As crianças devem dormir em paz, as flores estão lá fora como de direito.

Procura o bule do café, deve estar em algum lugar. Um dente começa a doer. Entre as sombras da sala, a empregada faz um sinal de que está tudo bem, mas não dá pra ver seu rosto. Agora vê, o bule está na bandeja sobre o aparador. Por que ninguém se serve?

Um coro de anjos lhe prega o maior susto de sua vida. Procura de onde vêm as vozes e vê os três de pé, diante do muro dos fundos.



DOMINGO, 15 de março de 2009


Todas as Tribos na rua, com Vinicius
a favor da estátua do Poetinha no calçadão de Ipanema


(varal, performances, música, artes plásticas)
16 horas, na Praia de Ipanema
em frente à rua Vinicius de Morais


Vinicius na Rua
http://www.almadepoeta.com/segundasemanadapoesia.htm

17 comentários:

Jens disse...

Oi Adelaide.
Salve Castro Alves, poeta do amor e da Abolição.
Adorei o petisco de sábado. Angelical.
Um beijo.

adelaide amorim disse...

Salve, salve o poeta!
Acho que ele era um anjo disfarçado, você não acha?

Anônimo disse...

Parabens pelo dia, pela noite, pela madrugada,por todo o tempo que fazes poesia....
Beijo
MAO

Janaina Amado disse...

"Poesia
é o reino da anarquia."
Beleza, Adelaide!
Li outros posts seus, também, gosto muito deste seu blog, talvez me sinta ainda mais à vontade nele do que no outro. Muito obrigada pelo selinho (lá embaixo)! Fiz uma pequena resenha do livro da Fal, num dos meus blogs. Ótimo domingo!

Vanessa disse...

Concordo! Todo dia é dia de poesia!!!

bjs

Carol Timm disse...

Adade,

Queria que fosse hoje a marcar o nosso encontro... mas eu só posso mais tarde, tenho um aniversário mais cedo... Oh quanta agitação nesses meus finais de semana agora!

Mas, como isso é bom, sinal que estou sempre com os amigos, vale!

Olha, final de semana que vem, tenho uma Exposição de Pintura no Forte de Copacabana, o que acha? De repente um café na Casa Colombo depois... hum?!

A gente vai se falando, tá?

Beijos,
Carol

PS: Feliz Dia da Poesia para Nós: ontem e sempre! ; )

adelaide amorim disse...

MAO, obrigada pelo dia, pela noite e pela poesia. Smack smack.

adelaide amorim disse...

Janaína, deixei um comentário lá no bonito post sobre Borges. Beijo!


Vanessa, religião é assunto que vai de 0 a 10 em periculosidade :)
Beijo.

adelaide amorim disse...

Carol, a gente se fala sim.
Beijo!

Nanda disse...

Poesia tem dia, todo dia que a gente quer! Ontem também foi dia do Consumidor. Beijos, Dade!

adelaide amorim disse...

Taí um dia de pura poesia urbana, Nanda. Beijo.

Dora disse...

Adelaide. Concordo. Poesia não tem dia certo. Está no ar, nos tempos...Dia do Poeta dos Escravos, concordo!
Uma estátua de Vinícus, concordo!!!! E aplaudo!!
Os anjos...me pareceu um continho surrealista! rs Gostei de seu post variado, e cheio de Poesia!
Beijos, linda!
Dora

adelaide amorim disse...

Doce Dora, que bom que você gostou!
Beijo.

Aninha Pontes disse...

Todo o dia é dia de poesia.
E viva todos os poetas, sempre.
Beijo prá você.

adelaide amorim disse...

É isso, Aninha!
Beijo.

Mel disse...

Adelaide,não consegui comentar no post da Elis Regina, por isso comento aqui...
A arte da Elis ficou de herança para o povo, que bom! Para quem não viveu a época da sua caminhada, ficam os registros!
Um beijo!

Marco disse...

Dia da Poesia é todo dia. O sol nasce e só nisso já é um poema. Carpe Diem.