domingo

Dia da Mulher


Foto Margarida Delgado.


Baixando os olhos, ela é toda silêncio dentro do dia que se acaba. Os segredos que ouviu na vida deixaram há muito de ser segredos. O que ela sabe faz dela um instrumento imprescindível à vida de seus amados, mesmo que o resto do mundo não tenha ideia do que ela é capaz.



Parabéns pelo nosso dia, maninhas!

15 comentários:

Jens disse...

Parabéns pra você, Adelaide.
Um beijo carinhoso.

Amélia disse...

Gostei, amiga.está aí quase tudo...

Amélia disse...

Gostei, amiga.está aí quase tudo...

Dora disse...

"Ela sabe do que é capaz..."
Nós sabemos, sim!
Adelaide, minha cara amiga, abraços e cumprimentos a você, pelo dia de hoje.
Envio-lhe meu beijo especialíssimo!
E meus votos de sucesso, ao lado da paz!
Dora

Ery Roberto Correa disse...

Dora, trago-lhe minha singela homenagem por este dia incomparavelmente lindo. O mundo só aprendeu a bailar porque a mulher é Música. Todos nós, os homens, seríamos menos sábios não fosse a presença constante da Mulher. Só é possível pintar poesias porque as cores precisas estão dentro da alma feminina.

Parabéns, querida.

ET: Meu post de hoje, dedicado às Mulher, é também a resposta aquela seu pedido para contar 6 (seis) coisas. Lembra? eu estava devendo.

Beijo grande.

Ery Roberto Correa disse...

Querida Adelaide, desculpe meu ato falho que parece ser imperdoável: também estava procurando o blog da Dora, que sumiu da rede, ao mesmo tempo em que escrevia aqui. Como pode um homem escrever o nome errado de uma mulher? Veja como somos frágeis...
Perdão.

Aninha Pontes disse...

E somos capazes de tantas e lindas coisas....
Um beijo Adelaide, muito especial pelo nosso dia.
Parabéns.

Vanessa disse...

Ela é capaz de tantas coisas, mas ainda não sabe que é! Viva a mulher! Mesmo com seus medos e receios e todos os seus rompantes emocionais!
bjs

Guto Oliveira disse...

Adelaide, a mulher é imprescindivel à vida, em todos os sentidos. E seu olhar aponta a direção. Parabéns a você pelo seu dia. Beijo.

http://quasepoema.zip.net

king of pain disse...

Parabéns a você, imprescindível.
Beijocas!

adelaide amorim disse...

Jens, obrigada mesmo. Carinho pra você também.


Amélia, amiga semeadora de poesia, deixei comentário em seu blog. Um beijo.


Dora querida, vou ver você nos Colóquios. Um beijo.


Ery querido, não me incomoda em nada ser confundida com a Dora - ao contrário, é um belo elogio, viu? Beijão e muito obrigada pelo(s) comentário(s) saboroso(s) :))


Aninha, tou indo visitar você - um beijão!


Vanessa, é isso mesmo - medo e coragem convivem em perfeita harmonia numa mulher. Um beijo e obrigada.


Guto, é um prazer ver você por aqui. Um beijo e obrigada.


King, mulher é mesmo imprescindível, ao menos pra trazer ao mundo essas pessoas incríveis que são nossos filhos :)) Beijo!

ju rigoni disse...

Oi, Dade!

Problemas de saúde com minha mãe têm me mantido fora da net por um tempo bem maior do que gostaria. Só hoje vi seus comentário lá no Medo e no Fundo.

Agradeço seus votos e os retribuo com meu desejo de que nós, mulheres, ainda possamos viver num mundo mais justo, mais humano.

Quanto ao seu comentário sobre a impossibilidade de comentar no Dormentes, não sei bem o que aconteceu... Fui até la testar e estava tudo bem. A página com o texto e a caixinha de comentários apareceu normalmente.

Muito obrigada, querida amiga, por suas visitas, seus comentários, seu carinho. Um grande beijo. E inté!

Nanda disse...

Parabéns, porque todos os dias são nossos! Ao menos deveria ser assim, não acha? Beijos, Dade!

adelaide amorim disse...

Ju, volto lá no Dormentes a qualquer momento. Beijo e melhoras de sua mãe.

adelaide amorim disse...

Nanda, felizes dias pra você ;) Beijo beijo.