sexta-feira

Educação em nosso país





Fragmento de um texto de Marcílio Oliveira

O Brasil focou seu esforço no lado quantitativo da educação e se esqueceu do qualitativo.
Essa é a principal justificativa para o baixo efeito do crescimento do nível de escolaridade
dos trabalhadores sobre a produção. O País tem o desafio de concluir o processo
de universalização da educação básica e, sobretudo, melhorar a qualidade da educação,
equiparando-a aos níveis dos países desenvolvidos.


6 comentários:

mfc disse...

Aconteceu o mesmo por cá, mas é esse precisamente o caminho... em primeiro lugar não excluir ninguém.

MIRZE disse...

Concordo!

Em gênero, número e grau!

Beijos

Mirze

Nanda disse...

Do jeito que as coisas acontecem por aqui, tenho até minhas dúvidas se houve aumento quantitativo. Mas o qualitativo vai cada vez mais longe... Acho que o desrespeito começa no nível básico, na alfabetização e os absurdos (como aprovação 'automática' vão ampliando os problemas. Beijos, Dade!

dade amorim disse...

Tem razão, mfc - não excluir ninguém é fundamental. Mas, às vezes...
Beijo.

dade amorim disse...

E não é isso mesmo, Mirze?
Beijo beijo.

dade amorim disse...

Pois é, Nanda, a coisa vai mal,
não só aí, mas no país todo.

Beijos.