sexta-feira

Gato em dia de chuva








O Rio aproveita os dias de chuva para se encolher como um gato em suas almofadas verdes. O próprio trânsito engarrafado não lhe tira essa condição. O Rio não costuma viver sem sol. As pessoas saem de casa como se fizessem um teste: se a chuva continua, se está ventando, ainda se pode tentar sair de blusinha top. Quem sabe até deixar o guarda-chuva em casa, esse traste que só serve para esquecer em qualquer lugar que ofereça condições. Fazer de conta que não se viu a chuva, que isso aí não dá pra molhar ninguém.
Mas se a coisa é mesmo pra valer, a porção gato de cada um vai emergindo e tomando posição. Vem um certo sono, uma vontade de se encolher, que é o jeito que o hedonismo carioca encontra de curtir o frio e o céu cinzento. Os carros, cada ônibus, o metrô, as calçadas vão se enchendo pouco a pouco de felinos loucos para gozar o lado bom da chuva. Em matéria de curtição, o Rio tem um know-how inacreditável.

6 comentários:

mfc disse...

Somos todos uns bichos que gostamos de sol...

MIRZE disse...

É, DADE!

Faço parte dos gatos que se encolhem.
ACHO LINDO O Rio nublado e com chuna....,mas da janela!

Beijos

QUE COISA! ATÉ A ALMA DA CIDADE VOCÊ DESCREVE TÃO BEM!

ADORO!

Beijos

Mirze

Nicast disse...

é isso, enroladinha no sofá,chuva é bom demais.
bom Natal pra ti também.
bjo

dade amorim disse...

Com certeza, mfc amigo. Mas carioca é demais.

Beijo.

dade amorim disse...

É que eu vivo aqui desde que nasci, que coisa, até rimou :))

Beijo beijo.

dade amorim disse...

Obrigada, Nicast, tudo de bom.

Beijo.