sexta-feira

Humor quase negro, sem direito a cotas





 

Diz Antônio Cícero que “só se sai da vida pela janela”, porque ninguém quer sair dela. Mesmo os suicidas, que se encarregam eles mesmos de abrir a tal janela, não resolvem isso assim de uma hora para outra. Desistir da vida é um processo sofrido e elaborado, e às vezes tão demorado que dá tempo até de subir ao topo da torre Eiffel


**********


 Brasilidade e suas variantes


Existe gente mais cínica do que político brasileiro?
Será que a vocação política implica cinismo?
Que tal mandar a raça toda pro Japão e submetê-los às leis de lá, onde a barra pesa de verdade?
Político japonês costuma praticar o haraquiri, quando é apanhado com a mão na massa ou a boca na botija. Não seria um destino justo pra essa gentalha? Parlamentares do Brasil estão se dando aumentos astronômicos – mais de 60%. Ministros e Dilminha vão ter mais de 100%, segundo as notícias que rolam na mídia. Já os professores...

Enquanto isso, o Ficha Limpa fez água. A Justiça brasileira, com pouquíssimas exceções, também merece ser banida para algum lugar de autoridades menos cúmplices dos bandidos que elegemos ou dos que são escolhidos por eles.

8 comentários:

Chorik disse...

Se formos pensar bem, o haraquiri ou qualquer tipo de suicídio dos políticos/empresários japoneses pegos em falcatruas é uma fuga covarde que não conserta absolutamente nada. Nesse sentido, a devolução das fortunas, a prestação obrigatória de serviços comunitários, ou mesmo a prisão perpétua me parece um castigo mais apropriado e seria atitude mais digna e menos orgulhosa enfrentar isso que optar pelo suicidio.

Mandemos os nossos para a ilha de lost.

AC disse...

Dade,
Por aqui os problemas são similares.
Será que não se pode fazer uma defenestração?

beijo :)

Nanda disse...

Dade, o cinismo é tanto que o aumento é anunciado na mesma época em que também somos avisados de que existirão cortes em áreas fundamentais. Mas 83% da população parece aprovar tudo que estamos vendo. lamentável.

Adriana Karnal disse...

pois é DAde, vamos ver o que os políticos nos reservam em 2011

dade amorim disse...

Talvez você esteja certíssimo, Chorik. Acho mesmo que tem toda razão. O problema é que a justiça aqui no Brasil se escreve com minúsculas bem pequinininhas.

Beijo, querido.

dade amorim disse...

A ideia me entusiasma, amigo AC.

Beijo.

dade amorim disse...

Lamentável é pouco, Nanda. Digamos que é um caso perdido.

Beijo e ótimo Natal.

dade amorim disse...

Tenho mais receio de 2011 do que de outros anos, Adriana.

Um beijo, ótimas festas.