terça-feira

Manifesto




                                                                    Foto sem menção de autor.

Acredito na poesia como uma experiência que não para de se renovar, e ao longo do tempo pode tornar as pessoas melhores. O exercício da poesia induz o autoconhecimento, sem o qual ninguém sai do lugar. Dá a medida e o peso do que é preciso saber, porque ilumina a razão com a experiência mais íntima das coisas e dos acontecimentos. Aliás, poesia é acontecimento.

Poesia não serve para rimar palavras ou burilar frases de efeito. Ela relativiza as defesas que criamos para nos aprisionar; remove as máscaras com que tentamos nos esconder ou nos engrandecer. Desmistifica toda fantasia que não exista para celebrar, mas para enganar os outros e a nós mesmos. O exercício da poesia revela a inutilidade de nossos álibis. É o par de asas a nosso alcance.

Acredito profundamente na poesia, porque aproxima estranhos e diferentes, semeia um conhecimento para o qual não existem currículos bastantes, desperta o corpo e a alma das pessoas para uma liberdade que nada pode destruir, porque consegue dizer o que nenhuma outra linguagem comunica. Um bom poema é o simulacro de um momento na vida de alguém, com sua grandeza e fragilidade.

Acredito na força da poesia, capaz de revelar a beleza de uma fruta, um corpo ou uma guerra; uma paixão ou um canto de casa empoeirado, a lama da estrada, as nuvens de chumbo – melhor ainda se o arco-íris não aparecer.

E porque não se impõe nem obriga a nada, acredito que a poesia é a expressão mais verdadeira da difícil liberdade humana.


5 comentários:

Aloísio disse...

Gosto demais da crônicas que escreve, Dade! Pena qe o Blog esteja meio devagr, porque ele vale a pena.

Beijo!

dade amorim disse...

Aloísio, pretendo reativar o Umbigo do Sonho, que é meu blog mais antigo. Andei quase sem tempo para nada, mas acho que agora vai dar para regularizar o blog.

Beijo pra você.

Tania regina Contreiras disse...


Dade, tão bom que outros muitos pudessem entender isso. Você descreve o papel, a função da poesia de uma forma muito lúcida e intensa e poética também. Na minha caminhada terapêutica, vou descobrindo encantada a importância da poesia. Sua escrita é sempre muito provocativa, mesmo quando carregada de leveza.

beijos,

Carlos Souza disse...

Que texto forte! Espetacular.

A Tania, do Roxo-violeta, pediu para eu conhecer o teu blog e ler o teu texto falando sobre a poesia. Pasmo estou. O nível é altíssimo. Parabéns!
Quando puder, faça-me uma visitinha lá no www.janeladescoberta.blogspot.com .Sentir-me-ei honrado.

Carlos Souza disse...

Que bom que estás reativando o Umbigo do Sonho!