domingo

Conviver é...



Inevitável. Às vezes desejável; outras tantas, cansativo, tedioso e até irritante.


Convive-se em casa, nas calçadas, nos transportes coletivos – com sorte, num trem de metrô menos lotado ou num ônibus de horário mais tranquilo. Ou ocupando espaços impossíveis, no trabalho, no clube, na escola. Sentindo os odores alheios, ouvindo conversas estranhas e até aturando o assédio de algum sem-noção. Mesmo no carro, quase sempre leva-se alguém mais. Convive-se no mercado, no shopping, na igreja.

Melhor que seja em paz, se possível com amizade, solidariedade, simpatia. Quem não aprendeu desde cedo essa arte pode acabar machucando os outros e se machucando muito pela vida afora.

_____________

Um link para visitar e ouvir John Legend cantando Motherless Child.

12 comentários:

Janaina Amado disse...

Querida Dade, você é, sem dúvida, uma pessoa que sabe conviver. Inclusive na blogosfera. Beijo.

dade amorim disse...

Bondade sua, Janaína amiga - nem sempre é tão fácil :P

Beijo pra você.

Chorik disse...

Querida Dade, o convívio é uma espécie de esmeril a burilar nosso íntimo. Quanto mais polido somos, menos atrito causamos.
Bj

dade amorim disse...

Não é mesmo, Chorik?
Você é dos meus :o)

Bj

Anônimo disse...

Saber conviver pode salvar muita coisa boa na vida da gente, Dade. Pode fazer toda a diferença, e faz mesmo.
Beijo
Enylton

dade amorim disse...

Enylton, você e Celinha são campeões na arte de conviver. Muito bom conhecer vocês!

Beijo

Aninha Pontes disse...

Certamente que sim. Conviver é imprescindível, e, prefiro a convivência alegre, feliz.
Gosto de gente, e isso me faz sempre alegre em qualquer de minhas convivências.
Um beijo meu bem.

dade amorim disse...

A gente percebe essa meiguice em você, mesmo de longe.

Um beijo, Aninha.

Anônimo disse...

Minha linda, conviver é uma das coisas mais difíceis deste mundo. Quem aprendeu bem essa lição tem meio caminho andado para ser feliz.
E a canção é de trazer lágrimas aos olhos. A cara do Haiti, triste, triste, triste.

Beijo
Ana Luísa

Nanda disse...

Conviver é difícil; mas já que não nascemos com vocação pra sermos 'ilhas', vamos tentando! Beijos!

dade amorim disse...

Verdade, Ana, é difícil, mas não pra pessoas tão afáveis como você e essa turma linda.

Beijos mil.

dade amorim disse...

Nanda, quando a convivência é boa, supera todas as dificuldades de nossa natureza carente.

Beijocas.

PS - Tá mais alegrinha agora?